ARTIGOS

iluminacao-no-ambiente-de-trabalho-e-produtividade-na-empresa

15

março

Produtividade e Iluminação no ambiente de trabalho: Qual a relação?

 

Você sabia que a visão é responsável mais de 70% de toda a informação sensorial recebida pelo cérebro? O que isso tem a ver com a iluminação e produtividade no ambiente de trabalho?

Bom, as duas coisas estão diretamente ligadas.

A NBR 5413, que trata de Iluminância de Interiores, foi cancelada pela ABNT em 2013 e substituída pela NBR 8995. No entanto, ainda há discussões em relação à complexidade de aplicação da NBR 8995, o que acabou por fazer com que o Ministério do Trabalho publicasse em 2014 uma nota técnica manifestando que a NBR 5413 ainda se aplicaria de forma subsidiária à 8995 (veja mais).

A NBR 5413 (Iluminância de interiores), estabelece como iluminância mínima de ambientes de escritório o valor de 500 lux, podendo chegar a 1000 lux dependendo do tipo do trabalho e especificidades locais.

A iluminação é fundamental para o bom funcionamento de um ambiente de trabalho, para a produtividade e segurança das pessoas, e influencia até mesmo no relacionamento e na convivência das pessoas no dia a da.

 

As vantagens da iluminação natural para o ambiente de trabalho

As vantagens de iluminação natural adequada no ambiente de trabalho são inúmeras. Primeiro, é preciso destacar que as normas técnicas como a NBR 5413/8995 se aplicam tanto para ambientes com iluminação natural quanto artificial.

Segundo, a iluminação natural tem a vantagem de ser naturalmente difusa e se dispersar por todo o ambiente sem necessidade de grandes intervenções, como estruturas espelhadas e direcionadores de luz, muito comuns nas luminárias em geral.

Quanto ao impacto no trabalho, as principais vantagens são:

  • Maior bem estar e disposição dos colaboradores;
  • Menor probabilidade de acidentes e erros;
  • Melhor convivência;
  • Maior percepção do ambiente de trabalho como um lugar saudável;
  • Economia de energia;
  • Aumento da eficiência em geral.

Com tantas vantagens, a pergunta principal fica sendo: Qual a iluminação ideal para o ambiente de trabalho?

 

Qual o nível de iluminação ideal?

O nível de iluminância, medido em lux, ideal para cada ambiente, é definido na NBR/ISO 8995-1, que estabelece critérios especificamente para ambientes de trabalho e substituiu a NBR 5413.

+ Leia Mais: Como e por que medir a iluminação no ambiente de trabalho

A natureza das atividades realizadas é que determina se a iluminância deve ser maior ou menor. Atividades que precisam de maior concentração e acuidade visual estão relacionadas a projetos luminotécnicos que proporcionem maiores níveis de iluminância.

Aliás, a existência de normas regulatórias tão robustas, voltadas para a garantia da boa iluminação dos ambientes de trabalho, é mais uma prova de como ela é importante para a produtividade e eficiência. Vamos entender um pouco mais sobre o que as normas dizem.

 

Normas Brasileiras NBR 5413 e NBR 8995-1

Pela NBR 5413, ambientes de trabalho como escritórios e áreas administrativas possuem três níveis mínimos de iluminância, que variam de acordo com a natureza da atividade desenvolvida: 500 – 750 – 1000 lux

Em geral escolhe-se o valor do meio, no caso, 750 lux. O valor maior de iluminância deve ser escolhido quando houver trabalho visual crítico, erros de difícil correção ou capacidade de visão dos trabalhadores é baixo. O valor mais baixo pode ser usado em casos onde a tarefa é executada ocasionalmente e a precisão e velocidade não são importantes.

Na NBR 8995, é importante a leitura da seção 4.7, que trata especificamente da iluminação natural em projetos luminotécnicos. Nessa seção a norma estabelece que a iluminação natural pode prover toda ou parte da iluminação necessária para a execução dos trabalhos, estabelecendo alguns critérios e direcionamentos.

A tabela principal da norma está no capítulo 5 – Requisitos para o planejamento da iluminação. Nesse capítulo está a tabela com todos os valores mínimos requisitados para cada tipo de ambiente de trabalho.

Na seção referente à indústria elétrica, é especificado que para montagem de bobinas pequenas, o ambiente deve ter 1500 lux de iluminação mantida, e ainda valores mínimos de ofuscamento e índice de reprodução de cores.

A NBR 8995 é mais completa e também mais complexa, estabelecendo critérios com mais detalhes e rigor. Ambas as normas são referências importantes e o bom entendimento das duas é fundamental para entender como elaborar um projeto de iluminação.

 

A iluminação natural no ambiente de trabalho

A iluminação natural é uma fonte de lux altamente recomendada. Além de ser eficiente e não gastar energia, ela é uma fonte de luz difusa. Normalmente garante ótimos níveis de iluminância, em geral mais do que suficientes para atender os níveis mínimos das normas técnicas.

Um exemplo pode ser conferido no vídeo abaixo:

 

 

No supermercado Imperatriz, na cidade de Biguaçu – SC, o Luxímetro mostra níveis de iluminância sempre na faixa de 1500, bem mais do que o necessário para atender às normas técnicas.

O supermercado é dotado de domus em policarbonato alveolar  do Grupo MB, garantindo que o ambiente seja bem iluminado com mínimo consumo de energia. Além da eficiência e corte de custos com gastos de energia, toda a edificação se torna mais sustentável e agradável para se trabalhar.

E a sua empresa, já garantiu o atendimento às normas técnicas da forma mais eficiente possível?

Aceitamos Cartão BNDES

Solicite seu orçamento: resposta em até 3 dias úteis.