ARTIGOS

reciclagem de resíduos da construção civil é uma alternativa de sustentabilidade

22

março

Reciclagem de resíduos: mais sustentabilidade na construção civil

 

A construção civil é uma área historicamente importante na economia brasileira. Acompanhou praticamente ombro a ombro todas as últimas grandes oscilações econômicas e, com a atual recuperação em curso, já se esperam números de crescimento nos dados de emprego do setor.

Apesar de toda a importância, há um aspecto negativo que ainda é visto com muita resistência e preconceito por parte das construtoras e fornecedores: a reciclagem e destinação de resíduos.

O tamanho do problema se reflete na quantidade de resíduos que a construção gera. Segundo a Abrecon, 50% de todo o material desperdiçado na construção civil são resíduos – o famoso “entulho”. A reciclagem desses resíduos e a fabricação de novos materiais a partir deles já acontece e vem crescendo, mas ainda enfrenta resistência ferrenha por parte do segmento em geral.

 

Como funciona a reciclagem de resíduos na construção civil

Documentos fundamentais para o entendimento da importância e de como funciona o tratamento de resíduos na construção são a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/10) e a resolução nº 307 do CONAMA.

A resolução 307, em especial, estabelece a classificação dos resíduos da construção civil em 4 classes:

  • Classe A: São os resíduos reutilizáveis ou recicláveis como agregados, como resíduos de construção, demolição e reformas de edificações.
  • Classe B: São os resíduos recicláveis para outras destinações. Exemplo: plásticos, papel, papelão, metais, vidros, madeiras e gesso;
  • Classe C: Resíduos para os quais ainda não existam tecnologias ou aplicações economicamente viáveis que permitam a sua reciclagem;
  • Classe D: São resíduos perigosos oriundos do processo de construção, tais como tintas, solventes, óleos ou aqueles contaminados ou prejudiciais à saúde.

O processo definido pela resolução 307 coloca 5 passos para o processo completo de reciclagem:

  1. Caracterização: Identificação dos RCC e das fontes geradoras na obra;
  2. Segregação: Separação dos RCCs de acordo com a classificação do CONAMA;
  3. Acondicionamento: Os resíduos devem ser devidamente acondicionados para evitar contaminação e desperdício;
  4. Transporte: Deslocamento dos resíduos da obra até a usina de reciclagem;
  5. Tratamento e destinação final: Onde acontece o processo de reciclagem em si, ou de destinação final adequada, conforme a classe a que o resíduo pertence.

processo-reciclagem-de-reciduos-contricao-civil

 

A etapa de tratamento e destinação final é onde se encontra toda a tecnologia e o processo de reciclagem em si. Em geral, as usinas de reciclagem são classificadas em fixas ou móveis. As usinas móveis sendo as mais rentáveis, embora mais complexas do ponto de vista tecnológico.

O processo de reciclagem consiste em triturar/moer os resíduos para que depois o mesmo seja granulado e separado de acordo com sua utilidade. É na etapa de granulação que são obtidos os materiais reciclados, como britas, areias, bica corrida e outros.

 

usina-de-reciclagem-de-residuos-movel

 

Aplicação de resíduos reciclados

Os resíduos reciclados possuem aplicação direta na construção civil. Os produtos mais comuns são:

  • Areia
  • Bica corrida
  • Brita
  • Pedrisco

tipos-produtos-beneficiados-usina-reciclagem-residuos-rachao-pedrisco-brita-bica-corrida-areia
A bica corrida é muito usada em camadas de sub-base e base de pavimentos flexíveis e pavimentos rígidos, devido a sua boa resistência e composição. A brita oriunda da reciclagem possui diversas aplicações, dentre elas: fabricação de concretos não estruturais,reforço de subleito de pavimentação de vias, aterros e acertos topográficos de terrenos e em assentamentos de tubos e canaletas.

A areia reciclada é usada em argamassa de alvenaria, cimentos de piso, tijolos e contrapisos. O pedrisco também é resultado do processo de britagem. Pode ser usado em concreto não-estrutural, pisos, bloquetes e assentamentos.

 

As vantagens da reciclagem na construção civil

Já que o mercado ainda vê a reciclagem de resíduos com grande resistência, é preciso destacar as vantagens e importância da sua utilização. Em primeiro lugar, não dá mais para não ser sustentável, principalmente em uma atividade que provoca impactos diretos no meio-ambiente e é uma grande consumidora de recursos naturais.

O Brasil tem sistematicamente se comprometido com a agenda global de sustentabilidade. O Acordo de Paris, de 2016, foi o último grande sinal de comprometimento, e a economia brasileira como um todo vai seguir pelo caminho da sustentabilidade de um jeito ou de outro. Em pouco tempo, estar alinhado com as melhores práticas será uma questão de sobrevivência para os players do setor.

Um reflexo da importância da sustentabilidade é a grande procura e credibilidade das certificações associadas, como a LEED. Essa certificação é a mais importante do mercado brasileiro de construção civil na área da sustentabilidade, e a reciclagem e destinação correta de resíduos é integralmente contabilizada no processo de avaliação.

Em resumo, as principais vantagens da reciclagem de resíduos e de ser uma empresa sustentável são:

  • Diminuição de custos;
  • Credibilidade junto aos clientes;
  • Maior vida útil das obras;
  • Certificações valiosas como a LEED;
  • Menor impacto nas vizinhanças da obra;
  • Mitigação dos riscos regulatórios;
  • Melhoria da segurança dos trabalhadores e dos moradores próximos às obras;
  • Redução do desperdício;
  • Redução do consumo de energia e água;
  • Diminuição na quantidade de rejeitos.

Economias maduras como as da Europa ocidental e Japão possuem um setor de reciclagem de resíduos bem estabelecido e extremamente ativo. A importância dada à reciclagem e à eficiência na utilização de recursos é o que pauta e direciona o crescimento do setor no mundo.

No Brasil a reciclagem vem crescendo, mas ainda possui um enorme potencial. O Brasil já é o 4º colocado no ranking mundial de construções verdes. O dado mostra como o setor tem crescido e como cada vez mais a reciclagem de resíduos será fundamental no futuro próximo.

Aceitamos Cartão BNDES

Solicite seu orçamento: resposta em até 3 dias úteis.