Tire todas as suas dúvidas sobre a NBR ISO 8995-1

Funcionários em galpão bem-iluminado ao seguir a NBR ISO 8995-1

A NBR ISO 8995-1 define os níveis mínimos de iluminância para diferentes tipos de ambientes em uma empresa. Essa norma é importante para garantir que os ambientes sejam bem iluminados e seguros para as pessoas que neles trabalham. Dessa forma, o ambiente corporativo ficará mais confortável, e isso estimulará o desempenho das equipes.

A norma também ajuda a maximizar a eficiência energética das instalações elétricas, o que pode resultar em economia de recursos e melhor desempenho ambiental.

Por isso, é fundamental que os projetos de arquitetura para ambientes de trabalho levem em consideração a NBR ISO 8995-1. Continue lendo e tire todas as suas dúvidas sobre essa norma.

O que determina a NBR ISO 8995-1?

A NBR ISO 8995-1 determina os requisitos mínimos para iluminação em locais de trabalho internos e visa a aumentar a eficiência no ambiente corporativo.

O principal objetivo é que os colaboradores tenham condições visuais adequadas para executar as tarefas de maneira eficiente, com conforto e segurança durante toda a jornada de trabalho.

Além das características de iluminação para o desenvolvimento de tarefas, a norma apresenta critérios quantitativos e qualitativos para o controle de ofuscamento, índice de reprodução de cor e atendimento aos níveis de luminância recomendados.

O que muda da NBR 5413 para a NBR ISO 8995-1?

A NBR 5413 é uma norma brasileira que estabelece os níveis de luminância em interiores, independentemente de qual tarefa era desempenhada no local. Ela era aplicada em qualquer espaço fechado, fosse ele um ambiente de trabalho, fosse uma quadra.

De forma geral, a principal orientação da NBR 5413 era de que os ambientes com baixa luminosidade utilizassem recursos com alta luminância.

A NBR 5413 ainda está mantida pelo Ministério do Trabalho como padrão para ambientes corporativos. A NBR ISO 8995-1 foi criada em 2013 para complementar as informações dispostas na NBR 5413. Portanto, a NBR 8995-1 é mais atualizada.

Com cálculos mais avançados, ela contempla as novas tecnologias em iluminação, como as luminárias de LED, considera o controle de ofuscamento, o índice de reprodução de cor e atende aos requisitos dispostos na NR 17 (que aborda questões ergonômicas no ambiente de trabalho).

Qual é o nível ideal de iluminância em ambientes de trabalho?

O nível ideal de iluminância em ambientes de trabalho depende do tipo de atividade realizada no ambiente e de outros fatores, como a idade das pessoas que trabalham no local, segurança, aspectos psicofisiológicos, conforto visual e bem-estar.

De maneira geral, os níveis recomendados de iluminância para ambientes de trabalho incluem:

  • até 300 lux para áreas de trabalho gerais como escritórios, salas de aula, salas de reunião etc.;
  • de 300 a 500 lux para áreas de trabalho que requerem precisão visual, como laboratórios, oficinas e outros;
  • de 500 a 1000 lux para áreas de trabalho que requerem alta precisão visual, como salas cirúrgicas, dentistas etc.

Como garantir a aplicação da NBR ISO 8995-1 nos projetos?

Para garantir a aplicação da NBR ISO 8995-1 nos projetos é necessário prestar atenção em algumas questões. Confira, a seguir, algumas dicas para a aplicação da norma.

Evite luminâncias muito altas ou baixas

Luminância trata-se da medida da densidade da intensidade de luz refletida em uma direção

É fundamental que ela não seja muito alta, para que a visão dos colaboradores não sofra com o ofuscamento, nem muita baixa, para que o ambiente não fique muito escuro e atrapalhe o desenvolvimento das tarefas.

Use uma maior quantidade de luz natural possível

A iluminação natural nunca deve ser ignorada ou subvalorizada na busca da sustentabilidade. A luz do dia tem inúmeros benefícios para a saúde física e o bem-estar psicológico das pessoas, tais como a melhora dos níveis de vitamina D e dos ritmos circadianos naturais. A luz natural também pode reduzir a necessidade de iluminação elétrica durante as horas naturais de luz do dia, reduzindo assim o consumo de energia.

Aproveitando a luz natural através de claraboias ou janelas estrategicamente colocadas nos edifícios, os arquitetos podem ajudar a reduzir os custos de energia e, ao mesmo tempo, proporcionar aos ocupantes ambientes de trabalho mais brilhantes, mais agradáveis e estimulantes. Além disso, a iluminação natural ajuda a melhorar a arquitetura, criando transições suaves entre o interior e o exterior

É importante seguir os critérios dispostos na norma, mas também considerar a iluminação natural para ajudar na aplicação do projeto e diminuir a necessidade de manter muitas luzes ativas.

Verifique o melhor posicionamento das portas e janelas para que não seja preciso recorrer a luminárias e focos de luz.

Confira o nível de luminosidade

É importante determinar o nível de luminosidade adequado para o espaço. O nível de luminosidade ideal pode variar, dependendo das tarefas desempenhadas.

Use iluminação LED

Mesmo que exista uma boa iluminação natural, aposte em luzes de LED de cor branca para melhorar a iluminância no ambiente. O uso consciente e racional da iluminação artificial é um componente chave na busca da sustentabilidade. Ao escolher fontes de luz energeticamente eficientes, como as lâmpadas LED, as pessoas podem reduzir sua pegada de carbono e, ao mesmo tempo, melhorar a visibilidade em suas casas ou locais de trabalho.

Além disso, a iluminação artificial oferece benefícios importantes para a segurança e saúde pública. Por exemplo, ela pode ser usada para melhorar a visibilidade das estradas à noite, reduzindo o risco de acidentes.

Também é importante considerar os efeitos psicológicos que a iluminação artificial tem sobre os indivíduos; ambientes artificiais bem projetados com níveis apropriados de iluminação podem ajudar a criar uma atmosfera harmoniosa que impulsiona a criatividade e a produtividade.

A iluminação artificial ajuda a criar um ambiente de vida agradável ao fornecer tons quentes e acentos de luz que são esteticamente agradáveis. O MB Smart é uma dessas soluções que auxiliam no uso consciente da iluminação em LED.

Preste atenção na posição da luz

O posicionamento das luzes também é importante para garantir mais conforto aos colaboradores, principalmente para quem trabalha em ambientes com computador. Uma iluminação que reflita na tela pode gerar incômodo para a visão. 

Uma ótima opção é a aplicação do Domus, um sistema de iluminação inovador projetado para maximizar os níveis de luz natural em edifícios industriais, tornando-o mais eficiente em termos de energia e custo-benefício.

Este sistema utiliza uma combinação de painéis refletivos, vidros e guias angulares para garantir que a máxima quantidade de luz do dia seja permitida no edifício, minimizando o brilho. A tecnologia tem foi testado e comprovado que fornece até 40% mais luz do dia, sem custos adicionais de energia. Além disso, o sistema foi projetado para facilitar a instalação, tornando-o adequado para operações mesmo nos locais industriais mais difíceis.

Tenha cuidado com os contrastes de luminância

Os contrastes são as diferenças entre as luminâncias no ambiente. É necessário evitar que a mudança no nível de luminância seja brusca, pois isso pode gerar fadiga visual. O ideal é que os contratantes façam uma transição gradual e agradável.

Analise os aspectos da cor

Existem três grupos de cores que vieram conforme a temperatura das lâmpadas, sendo eles:

  • quente — até 3.300 Kelvin (K);
  • intermediária — entre 3.300 K e 5.300 K;
  • fria — acima de 5.300 K.

Uma empresa especializada deve analisar o ambiente e definir quais cores são mais indicadas para o desempenho das tarefas.

Instale sensores

Além de ser a favor da sustentabilidade, a instalação de sensores ajuda a diminuir os gastos com eletricidade, pois eles se ativam automaticamente quando detectam movimentos e são desativados após um período.

Siga as normas técnicas e conte com uma empresa especializada

Tanto a NBR ISO 8995-1quanto as demais normas citadas até aqui devem ser seguidas corretamente para garantir o sucesso no projeto. Para que isso aconteça, é essencial contar com uma empresa especializada.

Para otimizar a qualidade da iluminação de um espaço de trabalho, é fundamental ter total entendimento da NBR ISO 8995-1

Conte com o Grupo MB para te ajudar na realização de projetos de iluminação corporativa. Veja, agora, um post sobre iluminação natural e fique ainda mais por dentro do assunto!

pt_BR

O Grupo MB utiliza cookies sob o objetivo de melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições. Para entender melhor leia a nossa Política de Privacidade.

Clique no botão abaixo para entrar em contato via WhatsApp