Trabalho em altura: como garantir a segurança na indústria

trabalho em altura

O trabalho em altura é regulamentado pela NR-35, a qual considera que toda tarefa executada acima de 2 metros do piso se configura como atividade de risco. Neste conteúdo, daremos dicas de como garantir a segurança do trabalhador nesse tipo de atividade, destacando a importância de recursos como a linha de vida para telhado. Confira!

Qual é a melhor maneira de garantir a segurança durante o trabalho em altura?

A adoção de medidas preventivas é a forma mais adequada de tornar seguro o trabalho em altura. Conforme diz o ditado: “é melhor prevenir, do que remediar”. Isso faz todo sentido se considerarmos o fato de que acidentes envolvendo trabalho em altura tendem a ser graves.

Além de comprometerem a integridade física do trabalhador, esses acidentes põem em xeque a credibilidade da empresa, podendo também gerar processos trabalhistas. Por isso, todo cuidado é pouco na hora de regulamentar esse tipo de atividade.

Tanto é que a NR-35 existe para que as equipes de Segurança do Trabalho possam avaliar o cumprimento das normas de segurança pelos colaboradores. Isso inclui o uso correto dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e a configuração adequada do ambiente corporativo, de modo que as tarefas possam ser executadas sem qualquer risco de acidentes.

6 medidas de prevenção para o trabalho em altura

Vamos agora às principais medidas preventivas para evitar acidentes no trabalho em altura.

1. Crie uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) é um órgão que atua dentro das indústrias com o objetivo de preservar a integridade física e o bem-estar dos colaboradores. Essa equipe é essencial para acompanhar o andamento do trabalho em altura, facilitando a comunicação entre as equipes e a configuração do espaço interno.

2. Aposte em um programa de saúde ocupacional

Os programas de saúde ocupacional fazem parte do dia a dia das equipes de Segurança do Trabalho. A intenção é mitigar riscos relacionados às condições operacionais nas empresas e indústrias.

A partir de um mapeamento completo, é possível avaliar o cumprimento das normas de segurança e também definir regras internas quanto ao uso de equipamentos de proteção, realização de exames médicos, entre outros itens relevantes.

3. Tenha um levantamento de riscos sempre atualizado

É muito importante ter em mãos um mapa completo das operações industriais, de modo a avaliar quais atividades oferecem maior risco e, assim, definir ações para mitigá-los. Vale lembrar ainda que, em alguns casos, é possível eliminar por completo os riscos envolvidos. Esteja atento a isso e procure diminuir ao máximo os perigos.

4. Diminua os possíveis riscos durante a realização do trabalho

Quando falamos em redução de riscos, geralmente vêm à mente medidas de segurança complexas. No entanto, algumas medidas simples já são capazes de diminuir consideravelmente o risco de acidentes no local de trabalho. Um exemplo é a presença de abrigos contra intempéries climáticas – no caso de trabalho a céu aberto – ou o uso da linha de vida na manutenção de telhados.

Quer saber mais sobre esse recurso? Entenda para que serve a linha de vida e qual a sua relação com a NR-35!

5. Incentive o uso de EPIs

O uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) é obrigatório para uma série de atividades industriais. No trabalho em altura não seria diferente. É dever dos gestores fornecer todos os equipamentos necessários aos colaboradores, além de incentivar e fiscalizar o uso adequado de todos os itens.

6. Sinalize os ambientes de forma adequada

Todos os ambientes que apresentam risco na fábrica devem estar devidamente sinalizados, sobretudo aqueles nos quais não é permitida a entrada de pessoas sem equipamentos de proteção específicos.

Como garantir a segurança no trabalho em altura?

A seguir, resumimos as melhores práticas para garantir a segurança das operações no caso de trabalho em altura.

Mapeie e analise possíveis riscos 

Como vimos no tópico anterior, o levantamento prévio dos riscos envolvidos no local de trabalho é o primeiro passo para definir um bom plano de mitigação. Por isso, antes de dar o start nas tarefas em altura, avalie muito bem todo o ambiente interno, inclusive simulando situações de alarme para verificar se as medidas de segurança são realmente efetivas.

Treine todos os colaboradores

O treinamento é fundamental para o uso correto dos equipamentos de segurança e das próprias ferramentas de trabalho que possam colocar em risco a integridade física dos colaboradores. Essa tarefa é crucial para que todos os envolvidos se sintam mais confiantes para lidar com cenários desafiadores, como o trabalho em telhados.

Tenha pontos de ancoragem seguros

Muito se fala em pontos de ancoragem quando se trata de trabalho em altura, como nas situações de manutenção em telhado. Esse recurso consiste em uma instalação em cabo de aço fixa na estrutura da edificação. Os pontos ficam presos ao cinto de segurança do trabalhador, permitindo que ele possa percorrer o telhado de forma segura enquanto realiza as atividades necessárias.

Utilize a linha de vida

A linha de vida, como citamos anteriormente, é um recurso primordial para o trabalho em altura, evitando o risco de queda dos trabalhadores e demais incidentes. Esse mecanismo é formado por um cabeamento de alta resistência, conectado aos pontos de ancoragem que vão manter os colaboradores seguros.

Importante ressaltar que os pontos de ancoragem devem ser inseridos estrategicamente, conforme o potencial de risco envolvido na localidade em questão. Com esses cuidados, o trabalho em altura poderá ser feito de forma prática, ágil e conforme o que diz as normativas de segurança do Ministério do Trabalho.

Saiba mais sobre essas normativas e entenda como garantir a salubridade na indústria, proporcionando qualidade de vida e bem-estar para seus colaboradores!

pt_BR

O Grupo MB utiliza cookies sob o objetivo de melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições. Para entender melhor leia a nossa Política de Privacidade.

Clique no botão abaixo para entrar em contato via WhatsApp