Quanto a indústria economiza com iluminação natural?

WK ADM Bens - Navegantes - SC_reduzido

 

A preocupação com o consumo de energia consciente passou a fazer parte do dia a dia das empresas. Se antes os gastos eram desenfreados, atualmente o objetivo é buscar opções econômicas e sustentáveis.

Mais do que a economia de energia na indústria, a ação tem se tornado cada vez mais popular por conta da conscientização sobre o uso dos recursos naturais e a sustentabilidade do planeta.

Também é importante mencionar que o uso da iluminação natural pode melhorar o ambiente de trabalho, contribuindo com a produtividade da equipe. 

Mas qual é a diferença entre o consumo de energia elétrica e natural? Como essa solução pode impactar na indústria? Leia o conteúdo completo e saiba mais!

 

Iluminação natural versus iluminação artificial

Ainda que a opção natural tenha muitas vantagens sobre a artificial, é preciso admitir que a iluminação artificial nem sempre pode ser totalmente dispensada, seja por necessidade de intensidade ou nos casos em que existe uma atividade noturna.

O primeiro ponto que deve ser levado em consideração é a diferença entre elas. A artificial é aquela que provém da energia elétrica, com o uso de lâmpadas e a instalação de fiações. 

Já a natural pode ser planejada de diversas maneiras, levando em consideração a melhor forma de incluir a claridade do dia no ambiente de trabalho – seja por meio de soluções ou com espaços de abertura.

Nos casos em que a escolha é um sistema de iluminação artificial, é preciso estudar cuidadosamente antes de decidir pela implementação, avaliando uma série de fatores, desde a eficiência energética até o maior conforto possível dos frequentadores.

Para compreender, confira a tabela abaixo e conheça alguns fatores que impactam no sistema de iluminação, incluindo a variação de cor, temperatura e eficácia. Veja:

A partir das informações da tabela, podemos começar a analisar o tipo de luminosidade adequado para cada local e atividade. Essa é a melhor maneira de viabilizar um projeto, pensando na eficácia e customização.

Vale ressaltar que nos últimos anos a tecnologia contribuiu com o desenvolvimento de opções mais viáveis, como a iluminação por lâmpadas de LED. Além de ser mais econômica, esse modelo tem maior durabilidade.

No momento de planejar e executar uma ideia que seja pensada apenas com esse item, fique atento: a instalação pode sair mais cara, já que esse produto possui um valor mais alto que os demais.

Sendo assim, antes de optar pela artificial, avalie o que pode ser mais benéfico para a empresa, incluindo o investimento que deve ser feito para a aplicação do projeto.

Uma alternativa é contar com uma estrutura que permita a iluminação natural de forma eficiente, contribuindo com a economia de energia durante o dia, até mesmo com o tempo nublado. 

Nesses horários o baixo consumo ou consumo zero de energia é totalmente possível, já que a claridade pode contribuir com a execução das tarefas. Nas situações em que há trabalho noturno, um sistema de LED pode fornecer a energia necessária.

Essa é uma solução que pode unir o bom dos dois mundos, promovendo economia, bem-estar para os colaboradores e eficiência.

Se você ainda tem dúvidas quando o assunto é economia, continue a leitura e veja o exemplo de um cliente do Grupo MB. O resultado foi obtido após a adoção dos sistemas de iluminação e ventilação natural.

Aproveitamento da área para implementação da iluminação natural

A decisão sobre o sistema utilizado é capaz de gerar dúvidas e alguns questionamentos. Porém, antes da resposta final, é importante levar em consideração alguns aspectos. 

Sabemos que a iluminação natural é uma alternativa ao consumo de energia elétrica, oferecendo diversos benefícios. Confira algumas das vantagens:

  • Níveis elevados de iluminância;
  • Menor necessidade de aparelhos e fiação elétrica;
  • Ambiente mais saudável e agradável aos colaboradores;
  • Caráter de sustentabilidade na empresa;
  • Baixíssima demanda por manutenção.

Todos esses quesitos podem fazer a diferença no dia a dia de trabalho, tanto em questões econômicas como na satisfação de quem atua na indústria. Mais do que a escolha de um sistema, é importante ter em mente que a decisão vai impactar a rotina de trabalho de diversos profissionais.

Como exemplo, preparamos um gráfico com um eixo com custos anuais economizados versus índices de luminosidade do chão da fábrica.

Este gráfico indica que, apesar do design particular economizar energia de maneira significativa, a área ótima que poderia ser utilizada para entradas de luz no teto poderia ser maior.

Quer saber mais sobre a luminosidade natural? Então confira Domus com iluminação natural inteligente: conheça o MB Smart.

Normas para iluminação natural

Além de saber das grandes vantagens da iluminação natural, também é importante atentarmos para as normas, ou seja, as regras que definem o que deve ser seguido na instalação.

A NBR 8995, por exemplo, estabeleceu um índice de ofuscamento que deve ser respeitado para garantir o conforto visual dos trabalhadores. Vale mencionar que essa norma é válida para novas construções e reformas em espaços antigos.

O principal objetivo é oferecer um ambiente adequado, com a iluminação e segurança do trabalho, diminuindo as chances de acidentes e de erros.

Lembre-se que a norma NBR 8995 é relativamente complexa e exige o estudo aprofundado ou contratação de um profissional especializado.

Embora as regras e elaboração de projetos luminotécnicos envolvam muitos termos técnicos e cálculos, é esse projeto que garante que sua obra e edificação irão atender às normas legais e alcançarão o máximo de eficiência possível.

Para saber mais sobre isso, leia: Projeto luminotécnico industrial com iluminação natural: como adequar às normas vigentes.

A economia de energia na indústria com a iluminação natural

Antigamente, os sistemas de iluminação baseados em luz natural passavam por muitas dificuldades quando o assunto era obedecer aos quesitos de eficiência energética. Esse problema estava relacionado com os tipos de janelas e a dificuldade em distribuir a luminosidade adequada. 

Sendo assim, além dos erros com a iluminação, muitos profissionais acabam reclamando da temperatura interna e queda de rendimento.

Os avanços em produtos e materiais com maior capacidade de captação, refração e difusão da luz solar, que evitam a entrada em excesso de calor e radiação ultravioleta, consolidaram os sistemas de luz natural como as melhores soluções para quem busca sustentabilidade e economia de energia na indústria. 

Potencial que não é necessariamente desperdiçado com a utilização da alternativa artificial, desde que se busque equilíbrio e eficiência em sistemas híbridos.

Se você busca soluções para iluminação natural, o Grupo MB pode ajudar. Domus Linealight, venezianas industriais e lanternim são algumas das soluções disponíveis e que podem ser compatíveis com as necessidades da sua indústria. 

Quer saber mais sobre o assunto? Então aproveite para baixar o nosso e-book e veja como a fábrica Lubeka reduziu custos!

O Grupo MB utiliza cookies sob o objetivo de melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições. Para entender melhor leia a nossa Política de Privacidade.

Clique no botão abaixo para entrar em contato via WhatsApp