Economia de energia na indústria: 10 formas de aplicar

economia de energia

Conscientização é a palavra de ordem para garantir o uso de energia elétrica no futuro. Nesse contexto, reduzir o consumo energético na indústria passa a ser um dos maiores desafios da gestão, mas jamais se limita somente a esse setor, já que o propósito de consumo consciente deve se estender a toda a equipe.

Para se ter uma ideia da importância da conscientização, saiba que os custos com energia elétrica nas indústrias brasileiras estão entre os mais altos do mundo. De acordo com um levantamento da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), esse custo chega a representar mais de 40% das despesas operacionais de uma fábrica.

Outro dado alarmante é que, em agosto de 2021, a tarifa média de eletricidade no mercado industrial brasileiro foi de R$686,77 por MWh. Por conta disso, o aproveitamento da iluminação natural está entre as principais propostas para a economia global de energia elétrica.

Além disso, é  interessante o investimento em sistemas de ventilação natural, de modo a reduzir a necessidade de aparelhos climatizadores como o ar-condicionado.

Do ponto de vista industrial, a economia de recursos é importantíssima porque tem relação direta com os cofres da empresa, evitando desperdícios e saldo no vermelho. Vamos refletir juntos sobre esse assunto? Continue a leitura e veja 10 formas de economizar energia nas indústrias!

1. Prefira sempre lâmpadas de LED

Sustentabilidade, durabilidade e economia são os fatores que fazem das lâmpadas de LED campeãs de escolha em projetos industriais. Neste caso, recomenda-se investir ainda em LEDs dimerizáveis para controlar a intensidade da luz conforme o setor ou a atividade em questão. 

Outra dica que favorece a economia de energia na indústria é a instalação de sensores complementares para acionar e desligar automaticamente as lâmpadas. Dessa forma, você garante que elas só permanecerão acesas durante o tempo necessário, aliando máximo desempenho com o mínimo de consumo.

Existe também a possibilidade de investir em um sistema de iluminação natural integrado às lâmpadas de LED, como o MB Smart – gerenciador de iluminação desenvolvido pelo Grupo MB, uma empresa que há 20 anos é referência em soluções sustentáveis para a indústria.

O MB Smart faz a dimerização dos LEDs conforme a incidência de luz natural no galpão, proporcionando o máximo consumo energético possível sem comprometer a eficiência luminosa no galpão.

Essa solução funciona como um gerenciador de todos os recursos de luminosidade na fábrica, contribuindo não só para a economia de energia, mas, também, para que a indústria atinja a eficiência energética e se torne uma referência em sustentabilidade.

2. Faça adaptações no ambiente

Pintar as paredes com cores claras e optar por mobília da mesma tonalidade são maneiras simples de economizar energia, porém muito eficientes. Além de ficar sensorialmente mais amplo e leve, um ambiente arquitetado com cores claras demandará menor uso da iluminação artificial.

Durante o dia, por exemplo, não será necessário acender as luzes nem mesmo para aquelas atividades minuciosas e que exigem total concentração. Na maioria das vezes, o primeiro passo para economizar energia pode ser dado com essas pequenas adaptações que deixam o local mais agradável e, em longo prazo, fazem muita diferença na fatura.

Outro aspecto relacionado à configuração do ambiente são os cuidados com a ventilação. Sabemos que climatizar um ambiente é algo bastante caro para as empresas, principalmente em parques industriais, devido à grande extensão. Ventiladores, aparelhos de ar-condicionado, sistemas de exaustão forçada, entre outros, podem gerar despesas tão altas a ponto de comprometer o planejamento orçamentário do gestor.

Nesse sentido, investir em soluções de ventilação natural é a melhor alternativa para favorecer o conforto térmico e, consequentemente, reduzir a necessidade de uso dos climatizadores. As venezianas industriais e os lanternins do Grupo MB são opções perfeitas para esse caso, adaptando-se a todo tipo de projeto industrial.

3. Combine domus, venezianas e lanternins industriais

O domus de iluminação natural é a melhor solução para economizar energia nas indústrias, significando o ápice da sustentabilidade em um projeto. Explicamos: essas estruturas possuem aberturas estratégicas que favorecem a entrada da luz solar, iluminando até oito vezes mais do que janelas de abertura equivalente.

Outra vantagem é que, como a luz não incide diretamente sobre os colaboradores, o bem-estar é garantido. Da mesma forma, os equipamentos também ficam protegidos de eventuais desgastes. O domus do Grupo MB traz ainda a funcionalidade de filtrar 95% dos raios ultravioleta, contribuindo para a saúde dos funcionários.

Essa solução permite atingir a eficiência energética na fábrica muito antes do que você imagina. O retorno sobre o investimento será sentido não somente na fatura de energia, mas, também, na produtividade das equipes, que ficarão mais bem dispostas para trabalhar.

Quer saber mais sobre sistemas de iluminação natural para indústria? Conheça os modelos mais eficientes e os melhores métodos de instalação!

Já em relação às venezianas e lanternins – que citamos no tópico anterior – podemos dizer que essas soluções representam o que há de mais inovador em termos de ventilação natural para a indústria, contribuindo para a economia de energia e para a configuração de um local de trabalho mais saudável.

Isso é possível devido à ventilação permanente proporcionada pelas venezianas, que trazem conforto térmico para o galpão a custo zero de energia. Os lanternins, por sua vez, ajudam a elevar a qualidade do ar no ambiente, pois, graças aos fenômenos físicos conhecidos como Efeito Venturi e chaminé, a solução é capaz de eliminar poeira e partículas tóxicas pela cobertura do galpão.

4. Considere implantar painéis solares

Os painéis fotovoltaicos também são boas opções para reduzir as despesas com energia elétrica nas indústrias. Esses painéis captam a luz solar e a transformam em energia, suprindo perfeitamente até mesmo as grandes demandas. Embora a energia solar ainda seja pouco difundida no Brasil, trata-se de uma tendência global  que pode assegurar o abastecimento no futuro.

Embora o investimento em painéis fotovoltaicos seja bastante elevado, o custo-benefício da instalação compensa. No entanto, é importante ressaltar que o retorno não será imediato. A economia é cumulativa e virá em médio e longo prazo.

5. Revise os equipamentos da empresa

Quando uma máquina está descalibrada ou mal regulada, com ignições sujas e baixo desempenho, automaticamente o consumo de energia elétrica para mantê-las em funcionamento é bem maior. Isso reflete de forma significativa na fatura, sobretudo se o gestor demorar muito tempo para identificar o problema.

Por isso, é fundamental manter a revisão dos equipamentos em dia ou até mesmo trocá-los quando necessário. Inclusive, uma medida comum em projetos de retrofit industrial é substituir máquinas velhas por versões mais modernas e econômicas. Isso traz diversos benefícios em curto prazo, como melhor desempenho e baixo consumo.

6. Conscientize seus colaboradores

Sabemos que modificar hábitos nem sempre é fácil. Mas, considerando-se a probabilidade de escassez, é necessária uma força-tarefa para reverter o alto consumo e garantir a eficiência energética. A conscientização dos colaboradores é uma medida urgente nas indústrias, tendo em vista que esse setor representa as taxas mais elevadas de consumo.

Portanto, mais do que investir em instalações sustentáveis, é preciso alertar os funcionários por meio de campanhas educativas que promovam o uso racional dos recursos dentro e fora da empresa. Outra ideia interessante é compartilhar dicas de economia de energia que eles possam aplicar na rotina de trabalho. 

7. Flexibilize a agenda industrial

Essa dica tem tudo a ver com planejamento estratégico. Gestores experientes sabem que determinadas tarefas podem ser agendadas visando obter o melhor desempenho dos funcionários e o melhor aproveitamento dos recursos. Flexibilize sua agenda e aproveite os momentos de maior incidência da luz natural para realizar aquelas tarefas mais minuciosas.

Também é interessante organizar sua equipe para não sobrecarregar a linha de produção industrial nos horários de picos, geralmente das 17h até 22h. Assim, evita-se o consumo exagerado nesses horários em que é inevitável trabalhar sem o auxílio da iluminação artificial. 

8. Aprenda a interpretar a fatura de energia

Saber interpretar a fatura de energia é muito importante porque auxilia o gestor na hora de definir quais as ações necessárias para diminuir o consumo de eletricidade na fábrica, de modo a estabelecer metas de redução que sejam, de fato, alcançáveis. A seguir, daremos um exemplo prático para você compreender melhor a fatura.

Nesse tipo de tarifa, estão em jogo as seguintes variáveis: a parcela referente ao consumo e a parcela relacionada ao tributo – o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS). Essas variáveis compõem a equação que resultará no valor da conta. Vamos ao demonstrativo:

Valor da conta:

VC = (C × TC) × (1 / 1-T).

Onde:

VC = valor da conta (R$);

C = consumo (kWh);

TC = tarifa de consumo (R$/kWh);

T = tributo (PIS/COFINS e ICMS).

Agora vamos ao exemplo:

Se uma indústria atingiu em determinado mês um consumo de 4.000 kWh, com tributo de 18% e tarifa de energia no valor de R$ 0,190/kWh, a despesa final da fatura será:

VC = (4.000 × 0,190) × 1/ 1 – 0,18 = 760 × 1,219 = R$ 926,44.

9. Aposte no isolamento térmico

Apostar em soluções de isolamento térmico também é uma medida interessante quando o assunto é economia de energia na indústria. No entanto, esse tipo de solução é mais indicada para locais onde as condições climáticas são mais severas, como regiões de frio intenso ou calor excessivo.

Nesses casos, vale a pena isolar as paredes e reforçar a espessura dos vidros das janelas para tornar o ambiente interno mais agradável e dispensar o uso de aparelhos climatizadores.

10. Busque assessoria especializada

Por último, contar com uma assessoria especializada é uma forma muito inteligente de identificar quais soluções são mais indicadas para o seu projeto industrial, com foco na diminuição das despesas com energia elétrica e no aumento da produtividade dos colaboradores. Afinal, somente um time de especialistas é capaz de identificar fugas, vazões, picos de consumo, entre outros pontos negativos do projeto elétrico.

O Grupo MB oferece todo o suporte que você precisa quando se trata de economia de energia na indústria. Disponibilizamos as melhores soluções de iluminação e ventilação natural para garantir a eficiência energética na sua empresa e estimular um ambiente de trabalho cada vez mais produtivo.

Tem interesse nas soluções? Aproveite e veja nosso catálogo completo de sistemas inteligentes para economizar energia com ventilação e iluminação natural na indústria!

O Grupo MB utiliza cookies sob o objetivo de melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições. Para entender melhor leia a nossa Política de Privacidade.

Clique no botão abaixo para entrar em contato via WhatsApp