ARTIGOS

Resumo NR-17: como obter ergonomia no ambiente de trabalho industrial

21

dezembro

Resumo NR-17: como obter ergonomia no ambiente de trabalho industrial

 

Se você atua no setor de projetos para galpões industriais, provavelmente conhece bem a NR-17 e sabe da importância dessa norma em relação à qualidade de vida no trabalho. Inclusive, muito se fala de qualidade de vida de uma maneira geral, mas esse assunto ainda é pouco abordado quando se trata de espaços corporativos. Ter em mente um bom resumo NR-17 é uma das maneiras de estar sempre atento a esse quesito.

Sabemos o quanto as condições ambientais influenciam na projeção das obras industriais. Não é à toa que a ventilação e iluminação natural são um dos aspectos mais importantes da NR-17, de modo a dar suporte normativo à execução de construções novas e também retrofits. A ergonomia é o conceito-chave desta NR, com destaque para o conforto térmico e para as condições satisfatórias de iluminação nas indústrias.

Neste post, explicaremos o que diz a NR-17 a esse respeito, além de mostrar em quais soluções investir para se adequar às regras, garantindo um local de trabalho com excelentes níveis de salubridade e produtividade. Confira!

 

Qual a real importância da ergonomia no trabalho fabril?

 

Em resumo, a ergonomia tem o objetivo de tornar a vida do funcionário mais confortável no ambiente de trabalho. Isso pode ser alcançado por meio de estratégias para máximo rendimento com menor esforço possível nas tarefas a serem realizadas. Além de técnicas eficientes para desempenho de atividades laborais, a NR-17 também visa:

  • Diminuição do risco de acidentes de trabalho;
  • Melhoria do bem-estar dos funcionários.
  • Aumento da produtividade das equipes.

Dando continuidade ao nosso resumo NR-17, é possível perceber que esses fatores por si só justificam a importância de se pensar a ergonomia no trabalho fabril, principalmente em relação à saúde dos funcionários. 

Um exemplo prático é a preocupação com a qualidade do ar, já que muitas indústrias lidam com substâncias poluentes e compostos tóxicos. Sem falar que, como as fábricas geralmente são amplas e fechadas, é bastante desafiador manter o conforto térmico e a iluminação adequada nesses recintos.

Nesse sentido, as soluções de ventilação e iluminação natural têm sido grandes aliadas da indústria na adaptação à NR-17. 

Mais do que favorecerem a saúde e o bem-estar dos funcionários, essas soluções elevam as fábricas a um patamar muito mais moderno e sustentável. Isso tem tudo a ver com a credibilidade da empresa, afinal, instituições que priorizam a saúde dos colaboradores sempre terão uma imagem positiva no mercado.

Outra vantagem significativa é em relação ao rendimento das equipes. Em um ambiente ergonômico, bem iluminado e termicamente confortável, com certeza todos se tornarão mais produtivas, o que também contribui para manter o grupo sempre motivado. Além disso, a instituição fica livre de eventuais multas e penalizações por infringir as normas de segurança.

 

O que diz a NR-17 sobre iluminação e conforto térmico no ambiente de trabalho?

 

Dentro do nosso resumo NR-17 é importante destacar que a norma tem uma seção específica sobre condições ambientais de trabalho, cobrindo aspectos que impactam o desempenho dos colaboradores em termos fisiológicos e patológicos. É nessa seção que se encontram os parâmetros relacionados a iluminação, conforto térmico e níveis de ruído no espaço corporativo. Falaremos melhor sobre esses aspectos a seguir.

 

Iluminação natural e a NBR 5413

 

A NR-17 determina que os locais de trabalho devem respeitar níveis mínimos de iluminação conforme parâmetros estabelecidos em outra norma, a NBR 5413, os quais priorizam a incidência da luz natural. De modo geral, podemos temos como resumo NR-17 da parte de iluminação:

  • No caso de ser necessário elevar a iluminância em limitado campo de trabalho, pode-se usar iluminação suplementar;
  • A iluminância no restante do ambiente não deve ser inferior a 1/10 da adotada para o campo de trabalho, mesmo que haja recomendação para valor menor;
  • Recomenda-se que a iluminância em qualquer ponto do campo de trabalho não seja inferior a 70% da iluminância média previamente determinada.

 

Como medir a iluminância de um ambiente

Agora você deve estar se perguntando como medir a iluminância do ambiente

Vamos lá: essa grandeza diz respeito aos níveis de luminosidade presentes em determinada área do recinto, medida em lux, que corresponde ao fluxo luminoso existente em 1 m² de superfície. O luxímetro é a ferramenta que permite mensurar a quantidade de luz dos ambientes.

Esse cálculo é imprescindível para o dimensionamento correto de um sistema de iluminação natural, visando garantir a segurança do trabalho e o conforto visual dos colaboradores no recinto. A iluminância mínima do local dependerá do tipo de atividade desempenhada e de quanto tempo os funcionários permanecem ali. De qualquer forma, um bom projeto é sempre aquele que permite elevados níveis de iluminância.

Não é à toa que os domus de iluminação natural estão cada vez mais presentes nos projetos industriais, pois favorecem a entrada de luz solar ao mesmo tempo em que bloqueiam em 95% a incidência dos raios UV. 

Assim, além de proporcionarem bem-estar para os funcionários, os domus dispensam a necessidade de manter as lâmpadas acesas durante boa parte do dia, contribuindo para a economia de eletricidade.

 

Resumo NR-17: ventilação natural

 

No que diz respeito à ventilação natural e conforto térmico no ambiente de trabalho, podemos fazer um resumo NR-17 da seguinte forma:

  • O índice de temperatura efetiva deve permanecer entre 20˚C e 23˚C;
  • A velocidade do ar não pode ser superior a 0,75 m/s;
  • A umidade relativa do ar não deve ser inferior a 40%.

Juntos, esses quesitos são responsáveis por manter o galpão sempre agradável termicamente e com ótimos níveis de salubridade. Do contrário, é comum surgirem problemas como cansaço, desidratação e dores de cabeça frequentes nos funcionários. 

Com um bom projeto de ventilação natural, você adequa sua empresa à NR-17 e ainda reúne uma série de benefícios administrativos, como a eficiência energética.

As venezianas de ventilação permanente e os lanternins industriais são opções campeãs de escolha, aliando conforto térmico e qualidade do ar dentro da fábrica. Enquanto as venezianas permitem a entrada de ar no recinto a custo zero de energia, os lanternins favorecem o processo de exaustão que elimina poluentes e partículas tóxicas do galpão.

Além disso, a renovação constante do ar é essencial para bloquear a propagação de doenças respiratórias, como a Covid-19. No entanto, para que seu projeto de iluminação tenha alta performance, é necessário contar com o auxílio da tecnologia no dimensionamento das soluções. Um exemplo é o CFD (Computational Fluid Dynamic), metodologia da engenharia computacional utilizada para modelar fluidos.

Essa técnica se utiliza da realidade virtual para prever o comportamento do ar conforme as particularidades de cada galpão, desde os aspectos estruturais da construção até as condições climáticas que interferem no ambiente. Assim, dá para validar os cálculos da taxa de renovação do ar necessária para aquele recinto e, então, garantir um projeto de ventilação muito mais acurado e eficiente.

 

Níveis de ruído e a NBR 10152

O fator sonoro também deve ser considerado no seu resumo NR-17, com referências na NBR 10152. Essas duas normas definem que “o nível de ruído aceitável para efeito de conforto será de até 65 decibéis (A) e a curva de avaliação de ruído (NC) de valor não superior a 60 decibéis”.

A instalação de lanternins e venezianas industriais contempla esse quesito, já que essas soluções não emitem ruídos, o que ajuda a manter o galpão sempre silencioso. Sem falar que, com o conforto térmico proporcionado por esse sistema de ventilação natural, dá para reduzir ou até eliminar a utilização de aparelhos climatizadores e de ventilação forçada que elevam os níveis de ruído nas fábricas, além dos gastos com energia.

Lendo até aqui, você certamente já percebeu que investir em iluminação e ventilação natural é a melhor maneira de adequar sua empresa às regras da NR-17, aliando segurança, produtividade e economia de recursos. Isso é fundamental não apenas para evitar multas e processos trabalhistas, mas também para consolidar a imagem da marca no mercado e garantir o sucesso do negócio.

O Grupo MB atua há mais de 15 anos como referência na produção e fabricação de soluções de iluminação e ventilação natural. Fale com um de nossos especialistas e veja como podemos ajudar nesta missão!

Aceitamos Cartão BNDES

Solicite seu orçamento: resposta em até 3 dias úteis.